A CBN está produzindo a série “Desafios do próximo governo – São Paulo” e na terceira reportagem, veiculada ontem (1º de agosto), abordou o tema Obesidade.

Na matéria mencionam que 55% da população na cidade de São Paulo, entre crianças e adolescentes, sofrem de obesidade no Brasil, por conta de sedentarismo, genética, hábitos alimentares, fatores emocionais e até pela própria idade do indivíduo. Segundo o IBGE, 16,7% dos adolescentes entre 10 e 19 anos têm excesso de peso e destes, 2,3% são obesos. Um detalhe importante, a saber, é que a obesidade é mais grave na área urbana, onde se concentram as grandes redes de Fast-Foods.

Esse excesso de peso atinge muitas pessoas logo cedo, geralmente na época da escola, mesmo que a qualidade da merenda oferecida pelo estado tenha melhorado aos longos dos anos, ainda faltam nutricionistas nas escolas públicas para orientar pais, mestres e alunos em como ter uma alimentação saudável.

Um dos hospitais com mais referências para cirurgias bariátricas é o Hospital das Clínicas e segundo um levantamento feito são realizadas duas operações por semana, e a fila cresce diariamente.

O secretário de Saúde, Marco Antonio Zago, cedeu entrevista e prestou um depoimento importante, que apoia a importância da atuação dos Profissionais de Educação Física: “Talvez o problema não tenha ficado suficientemente evidente para as pessoas que planejam as ações de governo até agora. Porque eu não acho que apenas nutricionistas vão resolver essa questão. Eu confiaria muito na educação dos próprios professores. Eu confiaria muito na educação física e atividades esportivas”, diz.

Leia mais.

Print Friendly, PDF & Email

 Este post não tem tags para mostrar.