A hipertensão arterial não tem cura, mas pode ser controlada. As formas de controle dependem de cada caso e podem envolver o uso de medicação, prática de exercícios físicos e, ainda, a associação dos dois. Tábata Facioli e Stella Vieira, alunas de doutorado da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da USP, recrutam voluntários para participar de pesquisa para avaliar o impacto do exercício físico no controle da hipertensão. O estudo será realizado no Centro de Educação Física, Esporte e Recreação de Ribeirão Preto (Cefer) da USP.

Leia mais e escute a entrevista da Rádio USP.

Fonte: Jornal da USP.

Print Friendly, PDF & Email

 Este post não tem tags para mostrar.