O presidente do CREF4/SP, Nelson Leme da Silva Junior, recebeu na sede do Conselho a visita do deputado estadual Itamar Borges, membro da Comissão de Assuntos Desportivos da Assembleia Legislativa de São Paulo.

cref4sp-recebe-visita-do-deputado-itamar-borges

O deputado estadual Itamar Borges, Profissional de Educação Física e apoiador do setor, esteve no dia 10 de outubro, com o presidente do CREF4/SP, Nelson Leme da Silva Junior, para falar sobre a Medida Provisória nº 746 que propõe alterações no ensino médio do Brasil. O deputado colocou-se à disposição para discussões de boas práticas de Educação Física e todos os assuntos que envolverem a profissão e o Profissional.

Para o deputado, o esporte ensina, disciplina, educa e capacita grandes atletas e quando o foco é Educação Física é, também, saúde. “O desenvolvimento do esporte, em todas as categorias, é de extrema importância, faz com que a criança tenha uma vida saudável desde cedo e, portanto, previne inúmeras doenças”, disse Itamar Borges.

O Sistema CONFEF/CREFs está tomando todas as medidas possíveis para que a Educação Física permaneça como disciplina obrigatória no ensino médio. Receber a visita de deputados por São Paulo e dialogar sobre o assunto, faz parte das ações de valorização da profissão no âmbito político, onde os decretos leis, as leis e as medidas provisórias são criadas e votadas.

O CREF4/SP solicita que todos os mais de 134 mil Profissionais de Educação Física de São Paulo se aliem nesta luta em defesa da nossa profissão. Convoca, também, associações, sindicatos, instituições de ensino superior, secretarias estaduais e municipais, para lutar em defesa da classe de Profissionais de Educação Física e da educação brasileira.

Para o presidente Nelson, a Educação Física não pode ser discutida sem a presença de quem entende do assunto. “É preciso ter representação política capacitada para isso”, concluiu.

O CREF4/SP e muitas outras entidades do setor são contrários à Medida que foi pouco discutida com a sociedade e com entidades educacionais. A redução da carga horária e a não obrigatoriedade da Educação Física não é a solução para a melhoria dos índices de aproveitamento escolar de outras disciplinas.

A Medida Provisória altera os parágrafos 1º, 2º, 3º e 7º do Art. 26 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e pretende retirar da grade curricular a obrigatoriedade da disciplina de Educação Física, colocando-a, entre outras, como optativa no ensino médio.

Texto: CREF4/SP.
Imagem: Assessoria Itamar Borges.

Print Friendly, PDF & Email

 Este post não tem tags para mostrar.