Preocupado com a alta incidência de Câncer de Próstata, o CREF4/SP faz um alerta aos Profissionais de Educação Física, para que busquem conhecimento sobre o tema, já que pesquisas mostram que a prática regular de exercício físico pode interferir positivamente na prevenção e no controle da doença.

 

O Câncer de Próstata é definido como uma neoplasia maligna que acomete a próstata, glândula masculina que se localiza no baixo abdômen, logo abaixo da bexiga e à frente do reto. Além de envolver a porção inicial da uretra (cano pela qual a urina armazenada é eliminada), a próstata produz o líquido prostático, parte integrante do sêmen. É considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 60 anos.

De acordo com uma relevante publicação de Denmeade & Isaacs (Nature, 2002), o Câncer de Próstata foi descrito, pela primeira vez, em 1853 pelo cirurgião inglês J. Adams, como uma doença rara. Esta “raridade” justifica-se, certamente, pela baixa expectativa de vida dos homens no século XIX, uma vez que os dados publicados no periódico Cancer Journal Clinicians, em 2014, apontam que o Câncer de Próstata ocupa o primeiro lugar nos casos de câncer em homens e o segundo lugar em ambos os gêneros da população americana. No Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer – INC (2016), esta neoplasia representa o tipo mais incidente na população masculina, assim como na população total.

Atualmente, diversos pesquisadores dissertam sobre o impacto do estilo de vida na prevenção e no controle do Câncer de Próstata. Variados estudos, como os de Gaskin e colaboradores (Journal Cancer Survivorship, 2016) e de Craike e colaboradores (Cancer Medicine, 2016), indicam que a prática regular de exercício físico tem se mostrado eficaz, interferindo positivamente na prevenção e no controle da doença, além de melhorar a aptidão física dos portadores. O aumento da potência aeróbia, da força e da velocidade, além da melhoria da atividade sexual e diminuição da Frequência Cardíaca de Repouso e da fadiga, são algumas das respostas identificadas nos portadores de câncer de próstata praticantes de exercício físico.

Importante ressaltar que apenas o Profissional de Educação Física registrado no CREF4/SP está apto para prescrever, adequadamente, exercícios físicos para portadores de Câncer de Próstata que, sem dúvida, enquadram-se em um grupo de indivíduos que necessitam de estratégias específicas e de cuidados especiais para esta prescrição. Portanto, o Profissional de Educação Física deve manter-se atualizado com conhecimento técnico específico para a área que pretende atuar.

Colaboração:

Prof. Dr. Waldecir Paula Lima – CREF 000686-G/SP

Professor Titular do Instituto Federal de São Paulo – IFSP

Presidente da Comissão de Saúde e Conselheiro do CREF4/SP

Print Friendly, PDF & Email

 Este post não tem tags para mostrar.