CREF4/SP mantém repúdio à MP anunciada pelo Governo Federal e a qualquer outra medida que seja prejudicial à saúde da sociedade, à valorização do Profissional de Educação Física e à profissão.

A Medida Provisória de reforma do Ensino Médio revoltou os Profissionais de Educação Física do Brasil. O Sistema CONFEF/CREFs, com grande envolvimento do CREF4/SP, atento ao anunciado, manifestou-se rapidamente contra tal medida apresentada na tarde da última quinta-feira, 22/09, pelo Governo Federal.

Por conta da ação imediata do Sistema CONFEF/CREFs, às 20h33, MEC publica no seu portal que não haverá corte de nenhuma disciplina. Segundo declaração do secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Rossieli Soares, do que a Base Nacional definir, todas elas serão obrigatórias na parte da Base Nacional Curricular Comum (BNCC): artes, educação física, português, matemática, física, química.

PARA MELHOR COMPREENSÃO

A proposta anunciada, para o Novo Ensino Médio, trata-se da maior mudança na educação nos últimos 20 anos, desde a Lei de Diretrizes e Base da Educação Nacional (LDB). “A medida, que altera os parágrafos 1º, 2º, 3º e 7º do Art.26 da LDB é um absurdo e vai contra o artigo 36 da MP, pelo qual os currículos devem considerar a formação integral do aluno”, afirma Nelson Leme da Silva Junior, presidente do CREF4/SP.

Com a alteração, foi anunciado que a disciplina de Educação Física que antes era prevista em todas as etapas da educação básica (infantil, fundamental e médio) passaria a ser obrigatória apenas nos ensinos infantil e fundamental.

No momento em que inúmeras pesquisas apontam o crescimento da obesidade e do sedentarismo infanto-juvenil, e sabendo que a atividade física é a medida mais eficaz para evitar esse mal, o Governo Federal propõe a retirada da Educação Física do Ensino Médio, indo na contramão da saúde coletiva.

O país que acabou de atravessar a década de megaeventos esportivos, sediando recentemente os Jogos Mundiais Militares, a Copa do Mundo, os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, onde ficou clara a importância da atividade física na manutenção da saúde e da formação cidadã, não deveria estar passando por uma situação desse tipo.

MOBILIZAÇÃO

Desta forma, o CREF4/SP, ao lado do Conselho Federal de Educação Física – CONFEF, fará o que for preciso, junto ao Congresso Nacional, a fim de não permitir que situações como esta se mantenham e ou voltem a acontecer.

A MP com a proposta de novo modelo de Ensino Médio deverá ser votada em até 120 dias e poderá ser modificada por deputados e senadores. Todo o Sistema CONFEF/CREFs está atento ao andamento desse processo e conta com o apoio dos Profissionais de Educação Física e da sociedade em geral para, junto aos deputados e senadores dos seus estados, argumentarem contra qualquer ação igual à inicialmente anunciada.

Vale refletir nesse momento: com a devastadora onda de desemprego, o que o Governo Federal quer? Aumentar ainda mais esse índice?

PETIÇÃO

O manifesto se mantém. Não deixem de assinar! É extremamente importante a participação de todos. Até o momento, 91 mil cidadãos assinaram a petição.


» Quinta-feira, 22 de setembro de 2016, 18h42 – CONFEF – Nota de repúdio à MP de reforma do Ensino Médio – Veja aqui.

» Quinta-feira, 22 de setembro de 2016, 20h33 – MEC esclarece que não haverá corte de nenhuma disciplina – Veja aqui.

» Declaração do secretário de Educação Básica do MEC – Veja aqui.

Print Friendly, PDF & Email

 Este post não tem tags para mostrar.