O Centro de Contingência do Coronavírus do Governo de São Paulo inclui as academias na Fase Amarela, do Plano São Paulo. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira.

A inclusão das academias na Fase Amarela (3) do Plano São Paulo, anunciada nesta sexta-feira (03/07), mostra o resultado do trabalho realizado com a união de forças entre CREF4/SP, ACAD Brasil e políticos, durante os dois últimos meses, no que diz respeito à quarentena e isolamento social proveniente da pandemia. As inúmeras reuniões realizadas com o Governo, no Palácio dos Bandeirantes; remotas e presenciais, com diversas personalidades do setor governamental do Estado de São Paulo, chefe da casa civil, do desenvolvimento e vários outros, aconteceram graças ao apoio, irrestrito, do vereador Rodrigo Goulart, que trabalhou dia e noite, realizando e participando de vários encontros/reuniões. “O vereador Goulart já é um grande parceiro do CREF4/SP e da ACAD Brasil, em um trabalho incansável em prol do nosso setor, abrindo portas para que possamos ser ouvidos”, afirmou Nelson Leme da Silva Junior, presidente do CREF4/SP.

“O trabalho foi árduo, mas conseguimos ser ouvidos e explicar todos os protocolos constantemente atualizados, embasados em pesquisas científicas, que fazem parte do manual ‘Procedimentos de Reabertura de Academias” e, agora, estamos colhendo o fruto tão desejado”, comemorou Ailton Mendes da Silva, conselheiro do CREF4/SP, diretor e representante estadual da Associação Brasileira das Academias (ACAD Brasil).

A decisão do Governo do Estado de São Paulo mostra o entendimento do grupo gestor da crise de que a prestação de serviço que a academia oferece não está relacionada à estética e sim à saúde. Diante disso, a diretoria do CREF4/SP saúda o Dr. João Gabbardo, coordenador executivo do Comitê de Saúde do Centro de Contingência do COVID-19, que citou, em entrevista cedida no Palácio dos Bandeirantes, que “as academias estão voltando não por uma questão de estética e sim por uma questão de saúde” e, durante o seu pronunciamento desta manhã (03/07), disse que “todas as pesquisas científicas mostram que [atividade física] é o que tem mais impacto na saúde das pessoas. Então, (...) tem que ser analisada e interpretada não como uma situação de lazer. Atividade física é uma situação que impacta na saúde das pessoas”. “Esse entendimento é um ganho muito grande para a profissão”, afirma o presidente Nelson Leme. “Embora isso seja muito claro para aqueles que estão na área, não o é para a população como um todo”, explicou.

Para Ailton Mendes, as academias terem sido incluídas na Fase Amarela do Plano São Paulo trata-se de uma grande vitória, uma vez que a Verde é uma fase mais difícil de ser alcançada num prazo curto. Na Fase Amarela, mesmo com restrições momentâneas para poder trabalhar (apenas 6 horas por dia), inúmeras academias poderão retornar às suas atividades e contribuir com a manutenção da saúde da população. Além disso, poderá auxiliar na manutenção de inúmeros empregos de Profissionais de Educação Física, embora durante este período de fechamento (desde 20 de março), muitas já tenham deixado de existir.

Entre as medidas que deverão ser adotadas na retomada temos: capacidade LIMITADA (máxima de 30%); funcionamento REDUZIDO (máximo 6h/dia); permitidas aulas e práticas individuais; adoção de protocolos para o setor; uso obrigatório de máscaras; agendamento prévio para a entrada e saída das academias; equipamentos devem ser limpos 3x/dia; banheiros poderão ficar abertos, mas os chuveiros de vestiários estão suspensos.

O CREF4/SP entende que o momento é de comemoração, mas que há muito ainda por fazer. “Primeiro, reforço a necessidade de que os Profissionais de Educação Física tenham muita responsabilidade neste momento e sigam à risca os protocolos de segurança do CREF4/SP – ‘Procedimentos de Reabertura de Academias’”, alertou. “Segundo, queremos mais horas de abertura, para poder atender mais cidadãos e, nesse sentido, continuaremos os nossos diálogos com o governo do estado”, concluiu o presidente Nelson Leme.

Para acessar a íntegra do manual "Procedimentos de Reabertura de Academias’, clique aqui.