O Conselho Regional de Educação Física da 4ª Região - CREF4/SP, reconhece o papel fundamental da imprensa, como veículo de informação da população. Ao publicar a matéria no dia 16/06/2020, com o título “Bares e academias podem piorar situação da covid-19”, pode criar a falsa impressão de que as academias não são seguras e que a atividade física deve ser relegada a segundo plano.

O CREF/SP, preocupado com o controle da pandemia e também com a saúde da população que está impedida de realizar atividade física orientada, por ato arbitrário do Governo do Estado de São Paulo, elaborou, respeitando critérios científicos, um manual técnico de reabertura das academias, recomendando medidas que comprovadamente são capazes de reduzir o risco de contaminação nas academias, prevendo medidas como distanciamento com a utilização de no máximo 50% dos equipamentos, limite de quantidade de clientes, higienização constante dos aparelhos, controle de acesso com medição de temperatura, utilização de máscaras, disponibilização de álcool em gel, entre outras. Essas medidas são cientificamente eficazes para que as academias possam funcionar com absoluta segurança, sem que representem qualquer risco aos usuários.

A manchete “criminaliza” erroneamente as academias como fontes de contágio, enquanto as pesquisas que subsidiam a matéria apontam que o agente propagador é sempre o ser humano.

Nesse panorama o CREF4/SP tem cobrado a testagem em massa da população, único método comprovadamente eficaz de controlar a pandemia.

A prática da atividade física orientada é ferramenta de prevenção e recuperação da covid-19. Os Profissionais de Educação Física enquanto profissionais da área da saúde, estão habilitados e treinados pelo Ministério da Saúde para enfrentar a pandemia, identificar os casos suspeitos e adotar os protocolos de saúde existentes para evitar o contágio, contribuindo com o combate da pandemia.

É grave erro induzir a sociedade a não praticar a atividade física, já que inúmeras pesquisas, nacionais e internacionais revelam que a atividade física orientada contribui para controle de várias comorbidades que agravam a situação dos pacientes do COVID, como cardiopatias e obesidade, além de contribuir com a resistência, bem-estar e saúde mental do indivíduo.

CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA 4ª REGIÃO – CREF4/SP
Somos nós, fortalecendo a profissão