CREFSP ON · Aide Nessi

A Prefeitura Municipal de Caieiras organizou reunião de orientação com os proprietários de academias e de estúdios da cidade,
localizada na Grande São Paulo. O CREF4/SP colaborou com a realização do evento.

No dia 8 de junho, o procurador-geral de Caieiras, Dr. Hermano Almeida Leitão, reuniu todos os proprietários de academias e estúdios da região no Auditório da Paço Municipal. O objetivo foi orientá-los sobre os procedimentos de higiene e segurança a serem adotados, assim que houver o deferimento oficial da Prefeitura, para a reabertura dos estabelecimentos do segmento. 

A Profissional Delegada do CREF4/SP, Áide Angelica de Oliveira Nessi – CREF 046982-G/SP, funcionária pública do município, colaborou e apoiou o evento, em nome do presidente do Conselho, Nelson Leme da Silva Junior – CREF 000200-G/SP. Na oportunidade, a profissional apresentou o conteúdo do documento elaborado pelo Conselho, denominado “Procedimentos de Reabertura de Academias”, onde constam todas as orientações que devem ser adotadas pelos Profissionais de Educação Física, clientes e prestadores de serviços dos locais, de acordo com o que determina a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Durante a reunião, Áide Nessi salientou a importância de todos os profissionais da saúde realizarem o curso de capacitação do Ministério da Saúde, denominado "Ação estratégica - O Brasil conta comigo", no qual há orientações sobre a importância de respeitarem os procedimentos apresentados.
Participaram do evento, o prefeito Gerson Moreira Romero, o vice-prefeito Adriano César da Silva Zambelli, o diretor da Secretaria Municipal de Esportes e da Juventude, Carlos Alberto Albino Junior, representantes da Vigilância Sanitária, da Guarda Municipal e da Fiscalização do município.

Os proprietários dos municípios vizinhos, do CIMBAJU (Consórcio Intermunicipal dos Municípios da Bacia do Juqueri), também receberam as informações/orientações. Todos estão trabalhando juntos para acelerar o retorno das atividades no segmento, no entanto, é necessário cumprir as determinações legais do Ministério Público Estadual.

Fotos: Arquivo Pessoal A.Nessi